Luz e Sombra

Saturday, December 03, 2005

Um texto saído do "baú"...

Este texto nada tem a ver com o actual desafio. É só um texto que encontrei por aqui, portanto, saído do "baú"...decidi partilhar convosco...


Algo de meu

Não sinto que tenha algo de meu, algo que valha a pena,
Algo que realmente fique depois de eu ser EU.
Há um divórcio entre mim e a vida, entre mim e o mundo,
Entre o que quero e o que posso ter,
Entre o que tenho e o que queria ter,
Uma angústia permanente, um loucura lúcida,
Uma estranha forma de ser.
E as paredes recontam as vezes
Em que a fúria arremessou sonhos adiados
E as manhãs se erguem para SER outra vez,
mas nada acalma, nada sossega, nada adormece.
E cada vez que toco os sonhos perdidos,
Sinto que algo se esvai e sufoca
E volto a fazer de contas que a vida
É construir tudo sobre momentos idos.
Não tenho nada de meu, apenas silêncios roucos.
Não me tenho sequer, não sou nem mesmo o que julgo ser…
Eu sou uma vontade imensa de gritar mais alto,
De gritar tão alto, mas tão alto…
De atirar para longe os silêncios roucos
Para ser apenas eu, apenas eu…no meio dos outros…

2 Comments:

Post a Comment

<< Home


 

referer referrer referers referrers http_referer