Luz e Sombra

Tuesday, January 18, 2005

Vazio

Cá dentro sempre existiu apenas o vazio. Uma qualquer força que veio não sei de onde ou de quê asfixia todas as minhas tentativas de imaginar, conceber e criar. O processo de crescimento é tão lento, moroso e subtil que me sinto a progredir em nada, dia após dia. Como uma âncora velha e naufragada que se perdeu algures... Este desejo de criar sempre foi tão profundo em mim... mas as capacidades tão pequenas e limitadas! Qualquer criação é dolorosa, eu sei, e não me importo de passar por ela mas para quê? os resultados serão sempre parcos, fracos e a saber a nada. Algo cá dentro está aprisionado e quando tento descer até às profundezas para o libertar encontro o vazio. O vazio. Sempre o vazio. A noite chega e a dor torna-se mais clarividente, tranformando-se num remoinho que me tortura a existência. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

4 Comments:

  • Shhh... Não sofra em vão...

    O vazio não existe...
    São só seus olhos que se mantém fechados...

    Nada é realmente mais importante que nada...
    O desejo de criar já é criar... acredite...

    E por mais moroso que seja o crescimento...
    Cada milímetro leva mais longe...
    E deve ser festejado por pelo menso 1000 dias!!!!!

    Acredite... Eu entendo o que você disse...

    Beijos... fica bem...

    By Blogger Du, at 11:24 PM  

  • quem te cortou o apêndice?

    qual é o teu apêndice?

    By Blogger Phoebus Lazurd, at 3:44 AM  

  • Du
    sim, é preciso abrir os olhos mas às vezes esforço-me e parece que não consigo abri-los! não consigo olhar com olhos de ver!!!

    phoebus
    Não percebi! apêndice? que apêndice?

    By Blogger Eduarda Sousa, at 10:39 AM  

  • é simplesmente uma metáfora..

    By Blogger Phoebus Lazurd, at 12:58 PM  

Post a Comment

<< Home


 

referer referrer referers referrers http_referer