Luz e Sombra

Friday, January 07, 2005

Requisito de um chefe

Encontrei esta preciosidade num caderno da 4ª classe da minha mãe. Numas folhas amarelecidas e bafientas:
Quando o corpo humano se formou democraticamente pela primeira vez, as partes do corpo queriam ser chefe.
O cérebro democraticamente foi o primeiro a dizer: - Como sou o orgão que controla tudo e sou o único capaz de pensar e decidir, tenho que ser o chefe!
As pernas disseram: - Nós conduzimos o corpo, portanto temos de ser nós o chefe.
A boca disse: - Eu é que recebo a alimentação que vai dar origem à criação das energias necessárias para o funcionamento do cérebro e para movimentação das pernas, consequentemente eu sou o chefe.
O coração, os pulmões, os ouvidos, enfim todas as partes do corpo queriam ser o chefe. No auge da discussão ouviu-se uma vozinha que disse, muito baixinho, “serei eu o chefe”. Era o cú que normalmente dava a sua opinião. Todos caíram numa autêntica gargalhada, como poderia o cú ser o chefe?
Foi um autêntico gozo!!!
O cú ficou furioso e retirou-se da reunião recusando-se a trabalhar e como protesto deixou de cagar. Poucos dias depois, o cérebro estava febril, os olhos estavam pálidos, os pulmões e o coração expressavam-se mas já não aguentavam. As pernas estavam quebradiças. Enfim o mal era geral. Em consequência desta situação efectuaram uma reunião de emergência, implorando que o cú fosse o chefe, caso contrário o corpo morreria.E efectivamente foi aprovado por maioria esta proposta: TODO O CORPO TRABALHAVA E O CÚ CHEFIAVA. Era uma cagada atrás de outra cagada.
Moral da História: - Para ser chefe neste país não é necessário ter cérebro, basta ter cú.

3 Comments:

  • E não é assim em todo lugar???? ;)
    Beijos! :)

    By Blogger Du, at 1:48 AM  

  • Tive uns segundos a olhar para o texto... tentando tirar algo de mais profundo que o que tinha sido concluído... ; )

    Acho que se pode pensar nestes termos: Todos os orgãos vitais, sabendo da sua importância, foram razoáveis, não podiam ir demasiado longe nas suas exigências pois a sua paragem provocaria morte imadiata (coração, cérebro, pulmões). Mas aquele que não era essencial podia chantagear todos os outros, porque ele sabia que a sua paragem provocaria mal estar e não a morte imediata, e nesse mal estar ele poderia obter o seu poder. Isto assim de repente fez-me pensar nos políticos que temos, sempre a criarem crises atrás de crises, cabalas e coisas assim... a tentar que o essencial seja esquecido... talvez consigam, se fizerem merda suficiente.

    4h30 da manhã... bem... vamos à última shg da noite, e esta conversa de cus fez-me ter uma larica por sexo anal... ai ai ai...

    Abraços pessoal, portem-se mal... muito mal...

    By Blogger noiseformind, at 4:37 AM  

  • Eu diria "basta ser cu"...

    By Blogger Joana, at 11:44 AM  

Post a Comment

<< Home


 

referer referrer referers referrers http_referer