Luz e Sombra

Wednesday, August 03, 2005

Decadência Literária?

Enveredei por atalhos diferentes como leitora. Posso passar o dia inteiro a ler mas já não devoro freneticamente todos os livros como antigamente, sempre num desassossego debilitante de passar ao próximo. Não. Hoje em dia já não é assim. Já não leio ou aceito tudo o que me vem parar às mãos. Pelo contrário, rejeito-os ou abandono-os logo de início. Ao entrar nas livrarias sinto-me esbofeteada por todas as novidades recém-chegadas, causam-me náuseas, enjoam-me. Perdi a vontade de ler as contracapas ou mesmo de lhes dispensar o mínimo de atenção.
Após cada leitura concedo muito tempo a pensar no que acabei de ler. Talvez por isso as minhas leituras sejam extremamente fleumáticas e obstinadas. Mas fazem-me sentir bem, fazem-me pensar que talvez esteja a aprender alguma coisa realmente importante. Lancei-me há dias na literatura grega. Depois de uma pesquisa sobre Ésquilo, comecei a ler o "Prometeu Acorrentado". Durante o período lectivo, todos os dias ao chegar à Universidade do Minho sou recebida pela estátua de Prometeu logo à entrada. Há três anos que passo todos os dias por ele e só agora começo a conhecer e compreender o seu significado. Porquê perder tanto tempo em romances e historietas de ‘chacha’ que apenas conduzem à completa inércia e letargia mental? Hoje olho para a minha lista de leituras do último ano e reparo que, salvo raras excepções, sempre me agarrei ao mais fácil e imediato, leituras para embalar antes de adormecer…. Não quero mais isto! Se temos acesso ao que de melhor há em literatura para quê ler as frivolidades mais baixas e primárias? Tenho vindo a aprender a desperdiçar livros que não me interessam para nada.
Resta-me dizer que toda esta modificação se começou a produzir depois de um manjar substancial: "Walden ou a vida nos bosques" - Thoreau.

ps - regressei de férias, como estou por casa sem fazer um chavo vou começar a responder ao desafio crimes perfeitos

4 Comments:

  • O que eu acho piada , e que admiro profundamente em ti como leitora, é o teu interesse pelos clássicos sendo tu uma rapariga tão nova. Invejo a tua capacidade de os leres. Os clássicos nunca me cativaram mas sei que fazem falta na formação literária e pessoal de toda a gente. Sempre fui fanática por literura contemporânea.
    Mas, o que é engraçado é perceber como, há 2 mil e tal anos, alguém escrevia sobre os mesmos temas que, na essência, nos angustiam hoje.
    Depois, diz sobre que trata esse do Ésquilo para ver se ultrapasso esta mediocridadezinha literária.

    By Blogger Earworm, at 11:26 AM  

  • Sabes, concordo contigo, perde-se muito tempo com esses tais livros de chacha, muitas vezes so para dizer que se esta a ler qualquer coisa, infelizmente, vejo isso muitas vezes, mas pior são os que nem os fáceis se dignam a ler [como é o meu caso] houve ali uma altura quando tava a crescer que me desliguei mesmo de tudo, leitura, escrita, etc... perco-me assim em 5 seg. nas paginas do livro, como ja disseram aqui a concentraçao inicial que leva alguem a interessar-se no livro, no meu caso morre na praia.. no entanto é uma tendenciazinha que ando a tentar inverter.. :D Uma amiga minha acabou de ler Prometeu Acorrentado, e pelo que percebi gostou mui ;D depois partilha a experiencia :)

    beijinhoo*

    By Blogger Perséfone, at 2:08 PM  

  • Perséfone, talvez esta tua tendência de não te conseguires agarrar a um livro é porque nunca tiveste em mãos um realmente bom. Tenho um dos meus livros preferidos emprestado: O Fio da Navalha, de Somerset. Quando mo devolverem, envias-me a tua morada por email para eu to emprestar.

    É verdade Earworm, todas as Grandes questões que nos atormetam e perseguem já foram colocadas, reflectidas e pensadas pelos grandes sábios de muitos secúlos atrás. Por isso é urgente ler e tentar compreender estes filósofos.

    Deixo uma questão! Poder-se-á ouvir falar constantemente de Platão sem nunca ter lido nada seu?

    By Blogger Eduarda Sousa, at 10:52 AM  

  • Pois, talvez seja isso.. quando era pequena era facil agarrar-me a qualquer coisa e devorar, agora ja nem tanto, é como dizes, cansa olhar para tanto livro quando se entra numa livraria e depois ter sorte em levar para casa um que seja bom ainda é mais complicado, vou ver se me agarro a Apariçao e depois aos Maias, ja que a escola requer e tal, muuuito obrigada pela oferta :) foste mui querida mesmo ^^

    beijinhooo*

    By Blogger Perséfone, at 8:15 PM  

Post a Comment

<< Home


 

referer referrer referers referrers http_referer