Luz e Sombra

Thursday, July 07, 2005

Primeiro aniversário do Luz e Sombra

Pois é, no sábado (9 de Julho) faz exactamente um ano que criei este blog. Alguma vez pensei que aguentasse tanto tempo aqui? Não.

Fui ao meu diário do ano passado e retirei esta passagem do dia 11 de Julho de 2004 (curiosamente só escrevi sobre esta aventura dois dias depois)

“Criei um blog (…) Ninguém sabe, mesmo ninguém. Pretendo escrever sobre os livros que vou lendo, opiniões… enfim, tudo o pouco que sei é fraquinho mas pode ser que ao longo do tempo vá amadurecendo com a minha evolução e aprendizagem (…)”

E depois este pequenino espaço foi crescendo, companheiros de escrita juntaram-se, pequenos textos de 500 palavras foram surgindo, novos desafios… com admiração e espanto vi surgirem links noutros blogs para o Luz e Sombra, comentários extremamente positivos e interessantes aos nossos textos…

A “verdade verdadeira” é que adoro este cantinho de expressão individual, de ver a família (Der Uberlende; Stela; Der Igel; Redbackspider; Earworm; SilentChild) crescer, de iniciar alguns compinchas na arte de bloggar…

Oh Zeus sinto-me velha…

E é neste ambiente festivo que resolvi oferecer um presente para comemorar o primeiro aniversário do Luz e Sombra.

Como não podia deixar de ser, que presente é que podem esperar de mim? Um livro, pois claro J

Foi difícil escolher, teria que ser um livro que tivesse gostado muito mas ao mesmo tempo não tivesse a necessidade de voltar a ler. Escolhi este:

Já o li à bastante tempo e lembro-me que houve partes em que rebentava a rir, li-o de rajada, é um romance divertido e levezinho para estas férias de Verão. Um resumo:

"A Universidade do Estado de Euforia, nos Estados Unidos, uma selva de vidro e betão, e a Universidade de Remexe, na Grã-Bretanha, velha e de tijolo, têm um programa de intercâmbio anual dos seus docentes. Normalmente, as trocas ocorrem sem qualquer história digna de registo.Mas quando o Professor Philip Swallow troca de lugar com o Professor Morris Zapp, os dois académicos vêem-se apanhados num verdadeiro turbilhão, a que ninguém fica imune: estudantes, colegas, mesmo as próprias mulheres, todos são trocados à medida que a tensão cresce."

E perguntam vocês a quem o vais a oferecer?
É muito simples: escrevam 10 coisas sobre vocês e deixem aqui na caixa de comentários. De todos os que responderem a este mini-desafio faço depois um sorteio e o vencedor receberá o livro em casa por correio!
Podem ser as coisas mais divertidas e malucas ou mais sérias e profundas, para ficarmos a conhecermo-nos mais um bocadito.

Ora bem, começo eu então (não se assustem!):

1. Tive durante dois anos um pêlo de estimação no braço direito: chegou a atingir os 8 centímetros!
2. Na vista direita sofro de astigmatismo e na esquerda astigmatismo + miopia
3. Música: Epiphany dos Staind
4. O meu pecado mortal e com o qual luto diariamente é a preguiça!
5. Preciso frequentemente do meu espaço de silêncio e solidão senão enlouqueço!
6. Não perco todas as semanas, à quarta, às 21h, a “Juíza”. Sou uma fã devota.
7. Se não ler pelo menos meia hora por dia, no dia seguinte ando cheia de dores de cabeça.
8. Há quase um ano que uma amiga me tenta levar para o ginásio, está quase quase a conseguir… keep on going…
9. Sou a leitora número 365 da Biblioteca Pública de Braga (caraças não é muita sorte?!)
10. Livro: “Cartas a um jovem poeta” de Rilke pela forma sublime como fala da solidão

Se perdermos a capacidade de rirmos de nós próprios, o que seria de nós?
Boa inspiração! eh eh

23 Comments:

  • 10 coisas do lugar da minha vida (manual)

    1.Para não descer a situações de incorrecta expressão de rosto, a indiferença deve ser sempre tomada como referência,
    se mesmo assim perguntarem: que tristeza é essa? Aclama dores de estômago.

    2.Não olhar ninguém nos olhos e fingir alguma saudade por uma mulher vulgar, é a forma de não persistirem as perguntas sobre
    a tua intimidade no emprego.

    3.Finge saudades pelo futuro, para não seres confrontado por perguntas sobre o teu passado.(esqece a possibilidade de
    entrares em conversas de conveniencia)

    4.A poesia não terá lugar entre os teus colegas de trabalho, compra um qualquer jornal desportivo e recita as gordas diante
    deles com um ar inquieto e meditado.

    5.Jean-Paul Satre deve ser eliminado das tuas conversas assim como qualquer existêncialista, incluíndo tu mesmo.

    6.Anula-te em todos os possíveis angulos.

    7.O encolher de ombros figura-se como a resposta mais inteligênte para todos os que te rodeiam.

    8.Não leves de novo a camisola amarela.

    9.Olha os sonhos dos outros com interesse e uma ilustre admiração por quem os gaba. Não revelas a intensa nausea que sentes
    sempre que te perguntam quais os teus sonhos. Viajar é a solução de todas as perguntas. Mesmo que o que tu menos queiras
    é sair do teu quarto. Exprime umas quantas palavras sobre o Oriente, e talvez sobre as Monções.

    10. Finge ser feliz em todos os gestos e palavras. A magia tem leis de filósofo. E tu sabes iludir como ninguém.

    ..................................


    Parabéns!!! e Força para mais um ano... ou década

    By Anonymous Anonymous, at 11:42 PM  

  • Ora bem , em primeiro lugar, muitos parabéns!!
    Aqui vai uma tentativa de responder aos desafio...vou-me encher de coragem...ai...

    1. Muito exigente, exageradamente exigente. O culto do rigor arrasa-me..
    2. Sou uma vegana meia incompreendida...as pessoas não percebem o que significa a palavra "Ética".
    3. Tenho pé-de-chumbo no volante...
    4. Adoro, amo a minha tão mal tratada profissão: professora...
    5. Como mais de meio kilo de cenouras por dia....sou viciada...completamente
    6. Sou tão fanática pela perfeição que faço 2h de exercício diário e pus o cão nos treinos de obediência...
    7. Faço um risoto de cogumelos 5 estrelas...(é...ponham-se na fila...lololol)..
    8. Adormeço, frequentemente, sentada na cama...tsss...tsss...
    9. Tenho um medo de morte do cabeleireiro...tenho pesadelos quando se aproxima a altura de cortar o cabelo...uma tortura...
    10. Engano-me sempre a fazer a contabilidade da casa...há sempre algo a sobrar ou a faltar...

    Acho que consegui ocultar o pior!!! ehehehe

    By Blogger redbackspider, at 12:26 AM  

  • Parabens:)
    Aqui vai...

    1. Desarrumada... cãos da minha secretária, armário, quarto... Sei onde estão as coisas, mas não consigo explicar aos outros que é mesmo assim que está bem. Duas vezes por ano acontece-me um impulso de arrumação e aí... movo montanhas:)

    2. Ler, ler e ler... se não ler antes de dormir, não adormeço até madrugada, mesmo que sejam 5 damanha, tenho que ler um bocadinho.

    3. A minha forma de lidar com o stress é a chorar. Bem gostava de poder controlar isto, mas não consigo, as lagrimas começam a cair, a cair (para quem começou imaginar-me sempre a chorar, não se iludem, não sou stressada: 3-4 vezes por ano, ou menos:))...

    4. O pecado... é a comida:( Mas não só a comer, adoro cozinhar.

    5. Competitiva... inconscientemente já comecei a competir comigo mesma para fazer cada vez mais e melhor (em termos de estudo e trabalho). Gosto de ter alguem muito inteligente ao meu lado, porque alimenta a minha vontade de evoluir.

    6. Pouco tolerante com as falhas conscientes dos outros. Se não fez, quando tinha tudo para fazer, não tem o meu respeito e vou a bruta apontar-lhe as suas falhas. Não sou minimamente delicada, mas tento!:)

    7. Sempre a rir, brincar, gozar. É dificil separar o dia a dia da brincadeira, já acordo a brincar e a rir. Como resultado disto, estou sempre rodeada de pessoas as gargalhadas. Quando chego a um lugar onde conheço toda a gente, as pessoas começam a sorrir automaticamente, basta eu aparecer... As vezes parece que sou um palhaço andante:), porque faço rir toda a gente... de propósito, mas não sei ser de outra forma:)

    8. Sedentária... gosto de estar no meu espaço. Necessito de ter momentos a sós comigo mesma. Prefiro passar a noite agarrada a um livro/televisão/computador a uma saida para discoteca.

    9. Preciso de amigos... Daqueles verdadeiros, com os quais posso ser eu. Pelo menos um ou dois, senão não sobrevivo. Gosto de ser centro de atenções, embora tento reprimir isto.

    10. Nem 8 nem 80... Quando faço algo, ou exagero ao máximo ou não faço (aplica-se ao desporto, dieta, estudo, trabalho, hobbie, etc...) E estou sempre a fazer mil coisas ao mesmo tempo (curso+trabalho+tiro com arco+piscina+conservatório+aulas de italiano+yoga+...) quando tento analisar como consigo, não sei, parece que tenho mais horas no dia, mas depois acontece que consigo:)


    Espero não ter assustado ninguem:) Quando reli, pareci a mim mesma um monstro:))) Mas como sou exagerada e brincalhona (já referi isto) podem desde já fazer um desconto de 21% (iva do exagero:))

    By Blogger Dasha, at 1:15 AM  

  • Parabéns ao Luz e Sombra e à Booklover pelo cantinho que nos criou a todos e que, ainda por cima, vai dar um presente aos blogueiros residentes.
    Aqui vão 10 coisas sobre o Bicho do Ouvido:

    1 – Tenho um estúdio de música caseiro e alguns dos meus maiores amigos são músicos. Já tive uma banda, cantei (e canto) em outros projectos musicais. Escrevo em inglês e português mas não sei tocar nada.
    2 – Sou o "palhaço da turma" e não resisto a uma boa piada nem a fazer os outros rir.
    3 – Tenho uma gata chamada Emília e uma cadela chamada Misha.
    4 – A preguiça é, sem dúvida, o meu maior pecado. Chega a ser um angustiante. E também não sou muito despachada...
    5- Livro: foram muitos, mas 'O Manual dos Inquisidores', do Lobo Antunes, o 'Canto de mim Mesmo', do Walt Witman, 'Se isto é um homem', do Primo Levi, 'Nem aqui nem ali', do Bill Bryson e o 'Estrangeiro', do Camus', marcaram-me especialmente.
    6- Passo três horas por dia em transportes públicos porque não tenho carta de condução. É uma das minhas teimosias de estimação...
    7- Aos 9 anos decidi que tinha de "escrever um livro". Ainda deve estar, algures, a ganhar pó no sotão. Era sobre uma família inglesa que vinha viver para uma mansão em Lisboa. Mania das grandezas...
    8- Tenho fobia de ratos e multidões, mas gosto de aranhas e de andar de avião.
    9- Tenho 3 irmãos. A mais pequena é 20 anos mais nova que eu...
    10- A minha alcunha na faculdade era "Chernomirdin", por causa do ex-primeiro ministro russo. Um dia engasguei-me seis ou sete vezes a dizer o nome dele, numa aula do primeiro ano. Os colegas não perdoaram: passei a ser a "Cherno"!

    By Blogger Earworm, at 2:03 PM  

  • Vou tomar como exemplo o Der Uber e escrever mais uma versão, duplicando as minhas hipoteses de ganhar o livro!:). Batota, meus senhores e senhoras:) Mas o anterior descrevia-me psicologicamente agora vai ser mais factos da vida real.

    1. Sou cantora desde os 4 anos da idade. Aos 6 comecei aprender tocar piano, aos 12 guitarra classica, aos 16 técnica vocal. Sou um soprano dramático com uma potencia de voz para cantar Verdi, mas ainda não para cantar Wagner, mas hei de chegar lá. Faço tremer alguns objectos quando canto. O piano, estudei uns 10 anos.

    2. Até ao segundo ano da faculdade não sabia mexer nos computadores e a tecnologia estoirava quando eu me aproximava. Agora sou programadora...

    3. A minha alcunha na faculdade era Miss Simpatia... Porque era algo que eu não era.:)

    4. Consegui emagrecer 66 quilos num ano fazendo piscina todos os dias (depois ganhei alguns, quando deixei a piscina).

    5. Tenho um pastor alemão e um rafeiro. Cresci tendo cães e gatos em casa, sem contar com outra bicharada como peixes, hamsters, rãs, tartarugas, lagartichas... Tinha um rato domestico de estimação que o meu gato apanhou, mas eu salvei. Também tive caracois, baratas, lagartichas e pardais... Os mais resistentes eram caracois e baratas. As lagartichas fugiam e multiplicavam-se pela casa toda...

    6. No primeiro ciclo recolhia na rua gatos abandonados, levava a casa enquanto não estava ninguem. Lavava na banheira, secava com o secador da minha mãe e andava de casa em casa a tentar com que alguem os adopte...

    7. Tenho um irmão 10 anos mais novo que eu.

    8. Fui expulsa da casa quando gastei todo o meu dinheiro comprando uma cobra na loja de animais e trouxe-a debaixo do casaco a casa... A minha mãe abriu a porta, olhou para a cobra e fechou a porta na minha cara... Disse para voltar sem a cobra... O sr. da loja foi simpático e devolveu me o dinheiro... mas eu chorei muito a despedir me dela:)

    9. Já fui a caça com o meu pai e passei 2 semanas a viver no meio da mata com os lobos a volta a uivar de noite e ao pé de uma barragem de castores, num sítio onde eramos primeiras pessoas a pisar o solo:) Foi uma prova de sobrevivência para mim. Tinha levado vestidos e secador de cabelo comigo (tinha 13 anos) e acabei por usar o mesmo par de calças de treino durante aquele tempo todo:)

    10. Aos 15 anos ganhei o segundo lugar da Russia de jovens sobredotados por ter escrito um poema que a minha prof enviou sem eu saber para o concurso. Ahh.... E comecei a ler aos 4 anos e a escrever poesia aos 5:).

    Será que consegui compensar o susto que apanharam a ler a minha descrição psicológica anterior que é terrivel?:D

    By Blogger Dasha, at 3:14 PM  

  • Earworm: antes Cherno que cherne... Ja se viu no que deu. Tambem quero habilitar-me ao livro, porque me parece mto divertido! E como estou quase a ir de ferias... Ehehe. Parabens ao Luz e Sombra, acho que se pode dizer que na bologoesfera este canto ja eh relativamente importante! E mesmo que nao possamos dizer isso, dizemos a mesma. :)
    10 coisas:
    1. Nao quero mencionar os meus pelos. Nunca. Nunca. Nunca.
    2. Nao importa quao super-fantastica-fabulosa-maravilhosa me sinta num dia, sei que ha-de vir ai a altura em que me vou sentir a maior merda a face da terra. E vice-versa.
    3. Acredito em Deus. Mas vamos chamar-lhe outra coisa porque a palavra Deus traz tantas implicacoes que nao tem nada a ver com a minha crenca que sinceramente... prefiro dizer que acredito em ... sei la... Banana.
    4. Guardo religiosamente todas as cartas que recebo. Nunca me arrependi de ter guardado uma carta.
    5. Vivo em Groningen, Holanda, numa ex-escola. O meu quarto eh do tamanho de uma sala de aula.
    6. Adoro cantar (sou menina do coro - universitario, ok??), mas tambem nao sei tocar nada. Snif...
    7. Pensei durante muitos anos que o meu maior medo era morrer. Apercebi-me recentemente que afinal era viver.
    8. Um dia prometi a minha professora de Portugues que ia escrever um livro. Ate hoje nao cumpri a promessa, mas ainda a mantenho!... Enquanto ha vida ha esperanca.
    9. A primeira peca de teatro que vi foi "Alguem que olhe por mim", com Joao Perry, Diogo Infante e um outro actor que (bolas) nao me lembro do nome. Obviamente fui pelo borracho do Diogo Infante (tinha 13 anos...), mas apaixonei-me foi pelo teatro.
    10. Livro: porque rir faz bem ao coracao, qualquer livro do Terry Pratchett eh para mim uma boa leitura.
    Beijinhos! E again, desculpem a falta de acentos.

    By Blogger smallworld, at 3:23 PM  

  • Cum caraças, li aqui coisas que não consegui ligar a vocês, ainda achava eu que era esquisita :))))))))))

    j, quem és? não tás identificado! coincidentemente ando a ler "A náusea" de Sartre e tu falas-me em dois pontos...isto causou-me arrepios :)

    Redbackspider quando recomeçar a praticar exercício vou ter contigo :)

    Ioga Dasha? pratiquei durante dois meses mas até o ioga me cansava, é triste mas é verdade. Talvez volte para o proximo ano lectivo :)

    Alguma vez me passou pela cabeça esta tua ligação com a música Earworm? Não tenho carta de condução nem me imagino a ter sinceramente, não consigo!

    Stela viver numa sala de aula?! que espectáculo, que aventura, quem me dera...

    Abraço a todos...

    By Blogger Eduarda Sousa, at 6:07 PM  

  • Porra! Que pessoas fascinantes que vocês são, raparigas!
    Dasha... o que posso dizer?! Estou fascinada com o que contaste. Não queria ser a candidata a seguir a ti, numa entrevista de trabalho ou num concurso de talentos.
    Stela: adorei a parte do teu apartamento-escola. "Cherno", realmente, é muito melhor que cherne, que augura peixes cabeçudos e caros demais para o sabor que deixam na boca. A Holanda é um país lindo. Um pouco plano demais para mim, mas lindo. Ah... e acho Banana um nome fantástico para O Supremo Arquitecto.
    Redbackspider: estás oficialmente convocada a fazer risotto de cogumelos e outras iguarias vegan se, alguma vez, chegarmos a fazer o Primeiro Encontro Gastronómico do Luz e Sombra. Já fiquei "augada", como diz a minha avó... :-)
    Booklover: A história do pêlo é genial. Mas a carta faz muita falta.
    Beijos ao Dream Team Cor-de-Rosa!

    By Blogger Earworm, at 1:23 AM  

  • hmm chegou a minha vez?
    ora bem...

    1. Ao que parece tenho cara de smile, sim, so me falta ser amarela, pra ser uma boa e tradicional smile, ao que parece as expressoes ja estao todas ca

    2. Adoro pintar coisas com verniz das unhas, o que quer que seja, realmente nao sou esquesita, latas de coca cola é sempre uma boa opcçao para um serao aborrecido, so tenham cuidado com o local e horas a que executam a tarefa, caso se comecem a sentir "high" ou ligeiramente pior ;p aconselho que procurem uma janela e bebam um bom de um copo de agua fresco ;)

    3. Quando me vejo privada do meu soninho, bem, minha gente, verdade seja dita, tenho ataques de estupidez pura, quando estou com a minha melhor amiga [caso de hoje] é mais divertido ;)

    4. Torno-me um ser hostil quando nao me dao espaço, odeio sentir-me "asfixiada", posso ser indelicada mas sinceramente nao quero saber. perco toda a educaçao quando insistem comigo numa coisa que ja deixei claro nao querer fazer

    5. Sou viciada em lolipops ;D *hmmm que eles de maçã sao tao bons ;D* mas nao sou mt esquesita, melancia e uva tambem sao optimos e é claro que os tradicionais laranja e morango tambem acabam por ter a sua vez

    6. Não gosto de ser o centro das atençoes, no entanto gosto de ter a atençao daqueles que gosto, sou muito possessiva em relaçao a amizades, era capaz de mover montanhas caso suspeitasse que um deles estivesse em vias de ser magoado [ahaha momma bear :P] sim, preocupo-me muito com eles, com o bem estar deles, com o dar-lhes apoio e segurança. não sou muito de falar dos meus problemas [ou mm nada] mas quando sei que um deles evitou de falar cmg de uma coisa seria, sou menina de levar a mal... mas passa rapido :P

    7. A parte que mais me chama a atençao em alguem é o nariz, juntament com os dentes, adoro narizes... mas mesmo muito... enfim sobretudo narizes ;D

    8. Uso óculos, sou baixinha, tenho a voz de um gatinho de 3 meses, gosto de usar como nick nomes de personagens disney ou de animais fofinhos, tenho um sinal no polegar da mao direita, visto-me de escuro, tenho cabelo comprido [ou tinha :\] castanho liso, uso risco ao meio, so pinto as unhas dos dedos polegares das maos :P e gosto de metal

    9. Adoro beber ao serão o meu rico capucino com aquelas oh tao saborosas bolachinhas que compro nos trezentos :D *nhami*

    10. Nunca gostei de chupeta nem de biberon, no entanto ate meio da primaria bebi sempre o leite na cama, numa coisa que parecia biberon mas nao tinha aquela chucha estupida, logo... a transiçao para o copo foi complicada [babava-me mui e tal] pelo que hoje em dia apesar de ja ter superado esse problema preferir as palhinhas ;)

    txxxi ficou tao grande :\ lembrava-me de mais coisinhas e tal, gostei de vos conhecer melhor ;) temos de fazer destas coisas mais vezes sim? ;D apetece-me fazer batota so pra ficar aqui mais tempo na treta ;D

    PARABENS aqui ao sitio, à menina booklover por ter tido a iniciativa, e a restante familia que faz do sitio aquilo que é ;D

    beijinhos*

    By Blogger Perséfone, at 3:14 AM  

  • 10 Fragmentos de uma Unidade.

    1.Sempre fui muito distraída, a professora primária queixava imenso; quando me pedia para fazer uma cópia obedecia. Entretanto, a meio do trabalho esquecia-me do que estava a fazer e, tanto podia acabar numa composição como num quase poema. Os "tabefes" do meu pai não me curaram

    2. Reparo em minúcias e não dou por coisas grandes e vistosas. Assim, acho linda a cor de uma sardinheira à janela de um 5º andar, e não me apercebo que os encontrões dos larápios nos transportes são para me roubarem a carteira. Penso sempre a mesma coisa: - "Que pessoa tão indelicada..." (Já aconteceu três vezes).

    3. Alguns anos que faço yoga e sou vegetariana; a família na altura pensou que eu tinha "entrado" para uma seita. Depois de desfeito o equívoco, chegaram à conclusão que sou mesmo "extraterrestre".
    Agora como virou moda, já sou mais "normal".

    4. Gosto muito de cozinhar. Além de confeccionar pratos vegetarianos, gosto muito de fazer
    os nossos doces tradicionais. Especialidades: Tijelada da Beira Baixa; Toucinho do Céu do Alentejo e Bolo de Natal dos Açores.

    5. Segundo parece tenho a auto-estima no lugar, mas, desvalorizo sistematicamente aquilo que faço, por falta de confiança em mim própria.

    6. Penso que qualquer pessoa é capaz de amar mais ou menos altruisticamente, mas, perdoar profundamente, só para as grandes Almas

    7. Desde que me conheço que gosto de ler; na adolescência era viciada na leitura. Lia tudo o que apanhava, principalmente os livros proibidos pelo meu pai.
    Estava apaixonada por Dostoievki, ficava agoniada quando lia Emilio Zola, enternecia-me com Vitor Hugo, deliciava-me com Charles Dickens, espantava-me com Steinbeck, adorava as histórias fantásticas de Agatha Christie e tinha uma predilecção por Pessoa (saiu-me num exame de Português). Hoje estou a ler saboreando "Rumo ao Infinito" de Pierre Weil

    8. Gosto de estar sozinha, mas sinto-me muito feliz quando estou com amigos que partilham os mesmos gostos e os mesmos ideais. Esforço-me quando estou com pessoas diferentes estar atenta e compreender as divergências. A oposição e o contraste são óptimos para nos entendermos melhor.

    9. Interesso-me por Filosofia e Ciências Metafísicas. Tenho na estante à espera de serem lidos e reflectidos, autores como: Platão, Espinosa, Bertrand Russel, Nietzsche, Leibniz e outros. Espero ter tempo....

    10. Sou tagarela como acabaram de constatar

    By Anonymous Anonymous, at 10:20 AM  

  • a 10 passos de distÂncia...

    1. Incompleto. Falta-me sempre algo, algo inatingível, ou simplesmente demasiado óbvio para eu perceber o que é. Sou insatisfeito por natureza e por vezes vivo mais a antecipação do que o momento.

    2. Papá. Creio que nem eu próprio me apercebia do quanto desejava ser pai. Ter a Sofia, a minha filhota de 3 meses, foi a sensação mais forte e intensa que vivi até hoje. Por muito que nos digam como vai ser, nunca, mas mesmo nunca pensei que fosse tão maravilhoso, apaixonante e delicioso cuidar da minha menininha. Não há nada que preencha o lugar do sorriso dela no meu coração.

    3. Cisne. Diz-se que os cisnes quando descobrem seu par ficam com ele toda a sua vida. Aos 18 anos conheci a minha cisne de cabelos escuros encaracolados e lábios de cereja. Passados 12 anos continuamos juntos, sempre com a sensação de que ainda estamos a começar.

    4. Insectos. Ainda era uma criança de colo e já a minha mãe tinha que me ler livros de bichos e plantas, mostrar-me o mundo selvagem e contar-me sobre aqueles seres fantásticos que eu queria conhecer. Desde ai que sempre afirmei que desejava ser biólogo, andar no campo e descobrir os insectos. E consegui! Nunca quis ser bombeiro, astronauta nem advogado. Sempre biólogo. Sempre?...

    5. Naaa. Houve uma altura que pensei em ser músico. Adoro música, é a minha enorme paixão. Estou constantemente a ouvir música, quer a trabalhar, quer no carro, transportes, onde quer que seja. O meu irmão acha que eu sou obcecado...mas a culpa é dele! :) foi ele que me "alimentou" este fascinio pela música, desde muito cedo. Vantagens de ter um irmão 10 anos mais velho.

    7. Mas que tipo de músico? Guitarrista, poixtáclaro! Comprei uma guitarra eléctrica mixuruca quando tinha 14 anos (já fui tarde...), mas antes não havia $$$ para esses luxos. Cheguei a conseguir acompanhar carradas de temas dos Pink Floyd, Sisters of Mercy, Fields of the Nephilim, Cure, enfim... Por volta dos 20 desisti por falta de tempo... e de oportunidade. Hoje vivo com a tristeza de pegar na #"$% da guitarra e não me sair nada...

    8. Perverso. Ah... o lado negro...! Embora me considere uma pessoa doce e simpática, dentro de mim fervilham desejos muito pouco "católicos", pulsões densas e tenebrosas, apalvras e pensamentos indizíveis... até decidir escrever neste bloguito! Heranças de uma adolescência preenchida de contradições, do (des)equilibrio entre o amor pelas coisas simples e belas e a (deliciosa) tendência para a depressão e contemplação do desejo gótico pelo mórbido e ... obscuro.

    9. Guitxo. "Guitxo d'orelha" como dizem os meus amigos de Mogadouro (Trás.-os-Montes), sinónimo de "espertinho". Desde muito pequeno (poizé, a infancia decide muita coisa) que vivi num ambiente mentalmente competitivo, principalmente por causa de 2 amiguitos. Nenhum de nós queria ficar atrás dos outros, então era fundamental dominar todos os assuntos "importantes": a biologia, ciências,geografia, política, economia, música... e até literatura eram assuntos prioritários nas nossas conversas... desde os 7-8 anos de idade!

    10. Sarcástico. Segundo consta, tenho um sentido de humor 'um nadinha' corrosivo. Não sou propriamente de dar nas vistas mas não me consideraria de todo uma pessoa discreta. Tenho uma tendência natural terrível para me impôr sobre os outros, mas sem 'movimentos bruscos'. Gosto mais de dominar do que ser dominado.

    ...mas sou um amooor de pessoa! :)

    Der Uberlende,
    a.k.a. Nuno Oliveira

    By Blogger Der Überlebende, at 4:50 PM  

  • Hmm... é interessante que o D.U. se chame Nuno... parece que tou destinada a cruzar-me com eles e a achar-lhes interesse... lol
    pronto era mesmo so isto... observaçaozinha de circunstancia lol
    *

    By Blogger Perséfone, at 8:25 PM  

  • Como a única pessoa que conheço aqui pessoalmente é o Nuno (Der U.), tenho de deixar o meu testemunho. Para que quem não o conhece, acredite na verdade chocante (eu sei, é difícil...).
    Ele é mesmo boa pessoa.
    :)

    By Blogger smallworld, at 12:25 PM  

  • Gostei muito de ler as vossas "confissões".

    Identifiquei-me muito com algumas coisas que Der Uber escreveu, especialmente era com a parte de sarcástico e sabichão:) também sou isto tudo. Ahh, e não te imaginava ser um pai babado:)) Parabéns:)

    RedBackSpider já tentei ser vegetariana... mas não consegui... seres tão organizada contigo própria requer muita força de vontade, conheci poucas pessoas com tendência de controlar as coisas a sua volta. Tenho muito respeito por isto, especialmente porque sou o oposto e gostava de aprender se-lo, mas infelismente é preciso nascer assim:)

    Persefone, gostei da tua descrição de ti própria, realçando a parte da voz de gatinha de 3 meses:)

    Stela, a mim parece que viver numa escola na Holanda é um bocadinho saido de um conto de fadas. A Holanda sempre associou-se para mim com os canais congelados no inverno e patins de prata:), parece um pais de fadas:)

    Earworm... tenho impressão de já te conhecer da outra vida... e sinto que davamos muito boas amigas:) um dia hei de ir cantar no teu estúdio de música:) e, claro, conhecer o teu gato e cadela:)

    Booklover... acho que agora passas a associar-te na minha mente com o pelo de 8 cm:)))))) visto ser um pormenor tão.... pouco comum.... ficou:)

    é pena que j e anounimous que respondeu antes do der uber não se identificaram...

    Concordo com Persefone, devemos fazer isto mais vezes, neste desafio fiquei a conhecer muito melhor as pessoas que aqui vêm do que nos meses que antecederam a isto:) Vi que são todas pessoas fantásticas, brincando com as suas manias e defeitos e discretos com os seus talentos:) Um abraço muito forte para todos.

    By Blogger Dasha, at 10:09 AM  

  • Muitos parabéns ao blog maravilha e às pessoas fantásticas que são responsáveis por tantos momentos únicos de leitura de qualidade :) Em especial, um beijinho de parabéns à Booklover, que fundou este ponto de encontro para ovelhas tresmalhadas do rebanho dos escritores ;) no bom sentido, claro :P
    Então aqui vão 10 coisas sobre mim:

    1. A Lua. Como já devem ter percebido todos aqueles que me seguem de mais perto, a Lua tem uma grande influência sobre mim. Adoro o seu brilho, a sua aura mágica e o seu poder sobre coisas (em si tão poderosas) como o mar. Adoro uivar à lua cheia, principalmente se estiver na praia. :)

    2. Bicho da noite. Gosto muito do dia e do sol, mas o meu ambiente é o nocturno. Os meus olhos não toleram a luz do dia, pelo que só me sinto confortável com as suaves luzes da noite. Se pudesse dormir de dia e fazer tudo de noite, fazia a troca de boa vontade :)

    3. A música. Para cada estado de espírito, para cada momento, para cada pensamento... há sempre uma música. Mesmo que não a ouça, canto-a para mim. Se me surpreenderem a cantar baixinho, é porque o mental ultrapassou a barreira do invisível.

    4. O teatro. As máscaras gregas fascinaram-me desde pequena... por isso, desde que me lembro de ser eu que faço teatro. Quando estou em palco deixo de ser eu e passo a ser outra coisa qualquer...

    5. O desenho. Sempre gostei de rabiscar papéis e guardanapos, cadernos e livros, bloquinhos de desenho e papel cavalinho. Para além de gostar muito de desenhar, adoro exposições de arte.

    6. Cantar e tocar. Adoro cantar, apesar de não saber colocar a voz :Z Adoro tocar piano e guitarra e ando há muitos anos a pedir ao Pai Natal uma guitarra eléctrica... mas como nunca chegou, devo concluir que o Pai Natal não existe :P

    7. Pessoas. Tudo o que tem a ver com pessoas fascina-me. Estou apaixonada pelas pessoas. Por isso invento personagens que não existem e escrevo vidas que não me pertencem: porque as amo a todas e quero que sejam mais do que um relance numa rua qualquer.

    8. O outro lado do espelho. Gosto de tentar ver para além do imediato. Gosto de procurar detalhes que mais ninguém vê, de perceber gestos quase imperceptíveis, de ver para lá da fachada.

    9. Chupa-chupas. Tal como a Perséfone (para grande espanto meu), adoro chupa-chupas. Os de laranja e morango são os meus preferidos, mas também adoro o de maçã e o de limão. Quando ia para algum lado com amigos, eles bebiam sempre café - e eu detesto café... por isso ganhei o hábito de comer chupa-chupas (ou de os molhar no café para disfarçar o sabor).

    10. Histórias. Ler, escrever, contar histórias - tudo isto me sabe melhor que um gelado no verão :D Cresci rodeada de contadores de histórias e ganhei com eles o gosto de explorar o mundo da fantasia e da realidade. Desde pequenina que escrevo... e agora tornou-se um verdadeiro vício. Mas um vício que eu não quero largar :D

    Beijinhos para todos os que me acolheram e me apoiaram (Der Uberlende, obrigada por tudo)***

    By Blogger rita, at 3:07 PM  

  • Dasha:
    És sempre bem vinda. Quando passares por Lisboa, estás a vontade!... Give me a call.

    By Blogger Earworm, at 3:35 PM  

  • Apercebi-me que, para além da escrita e da leitura, todos aqui gostamos muito de música. Ou tocamos, ou cantamos, ou nem uma coisa nem outra e, simplesmente adoramos ouvir cantar e tocar.
    Descobri no Sábado, numa situação insólita (estava na cadeira do dentista), uma experiência musical simplesmente FASCINANTE! Aliás, ñem sei se é essa a palavra correcta. Não sei como classificá-la. Não conhecia. Nunca tinha ouvido falar, sequer (possivelmente, ignorância pura...). Fiquei completamente fascinada, apaixonada por aquela sonoridade. tão diferente, tão fundo, tão estranho...ok, ok...vou acabar com o suspense! Pode ser que até conheçam (e detestem ou adorem)! É Antony and The Johnsons, o álbum "I'm a bird now". A primeira faixa "Hope there's someone" ouço-a quase sem respirar, completamente enfeitiçada! Só para verem como fiquei fascinada com o estilo, estive ontem até às 3h da matina a ouvir, no fresquinho da cave, de olhos fechados! Não percam!!!!!

    By Blogger redbackspider, at 10:51 PM  

  • Redbackspider:
    Toda a gente que os ouve fica exactamente com essa opinião. Eu acho-o tão belo como perturbador. E a figurinha? Já conheces a figurinha? :) Fascinante é a palavra certa para classificar a música dele.
    Mas a minha experiência musical mais mística foi ouvir Sigur Rós pela primeira vez, o álbum "Agaetis Byrjum". Se a aurora boreal tivesse banda sonora, seria "Starálfur" e "Ní Batterí", as faixas 3 e 5 desse álbum.
    Está-me a cá a parecer que vou lançar uma pergunta para a blogosfera...

    By Blogger Earworm, at 11:39 PM  

  • e quem ganha o livro???? aqui toda a gente a esforçar-se para se descrever, e embora este desafio é valioso pelo próprio desafio, estou curiosa com o destino do livro-prémio-do-sorteio:)

    By Blogger Dasha, at 7:02 PM  

  • Estou a aguardar para ver se mais alguém responde! logo que faça o sorteio será devidamente anunciado num post novo!

    By Blogger Eduarda Sousa, at 9:17 PM  

  • 10 coisas que só podiam ser escritas

    1.Fisicamente. Há duas coisas que gosto especialmente em mim: os meus olhos e os meus sinais. Os olhos, apesar de serem comummente castanhos, são grandes e fascinam-me pela sua vivacidade de expressão, pelo brilho das emoções (ainda que sufocadas) e pela sua mobilidade observadora. Os sinais são, para mim, marcas de identificação pessoais e adoro cada um deles em mim (não são poucos). Há uma coisa que odeio muito em mim: os pêlos. A minha pele branquinha não ajuda e, por isso, faço de tudo para os esconder e também evito falar deles.
    Nos outros, perco-me apaixonadamente nas mãos e nos sorrisos. Adoro mãos finas de dedos compridos, as mãos ágeis e delicadas. Os sorrisos se forem alegres e sobretudo sinceros, enfeitiçam-me por completo, indescritível. Adoro também cabelos compridos e lisos (não fosse o meu assim); a minha mãe bem insistiu, quando eu era pequena, em cortá-lo pequenino (à tigela), mas não adiantou, a minha fixação “falou” mais alto.

    2. Desorganizada. Sou muito desorganizada mentalmente e isso verifica-se depois nas pequenas coisas diárias. É aborrecido porque me esqueço, muito facilmente, de várias coisas, como compromissos, aniversários, tarefas, planos e afins… e também na própria escrita, em que o pensamento é muito mais rápido que a mão, as ideias perdem-se na confusão e os parágrafos, muitas vezes, ficam incompletos. Isso faz-me sentir sempre um pouco perdida e, consequentemente, frustrada por nunca encontrar algo que se assemelhe a um Norte.

    3. Monotonia. Posso muito bem usar o verbo “detestar” sem hesitação porque detesto, mesmo (!), a monotonia. Deixa-me doente psicologicamente. Repetições, rotina são me embaraços. Preciso de ver, ouvir, fazer coisas diferentes quase constantemente. Para mim a vida tem que ser aproveitada e a monotonia anula esse possível proveito.

    4. Sem pontualidade. Vergonhosamente, chego atrasada a todo lado. Não tenho a mínima noção do tempo, por isso não consigo controlar o tempo e as minhas tarefas, chegando atrasada a qualquer lado. Acho que se chega a tornar uma deficiência porque eu não consigo mesmo ter noção, quando penso que 10 minutos chegam, afinal eram preciso 15 ou 20 e nunca aprendo.

    5. Preguiçosa. Demasiado preguiçosa! Qualquer espécie de iniciativa ou vontade própria são aniquiladas sem piedade nenhuma. Tão preguiçosa que chego a ser apática. A minha posição favorita é deitada e qualquer oportunidade que tenha para deitar a cabeça é, imediatamente aproveitada, como por exemplo, nas cadeiras ou mesas do café, ou até na mesa de jantar cá de casa ao fim da refeição. Por isso, uma das coisas que muito prezo, é dormir. É uma característica que choca bastante com a vontade asfixiante de querer fazer coisas novas e diferentes. Enfim… contradições.

    6. Letras coloridas. Associo cores às letras e simpatizo com algumas e outras não. Alguns exemplos: para mim o “e” é amarelo e o “i” é vermelho; não gosto da letra “F” porque a acho antipática e feia, adoro as letras redondinhas, como o “B” e o “G” porque são amigáveis e fofinhas.

    7. Música. Apercebi-me, recentemente, que é um vício ouvir música. Não ouvir música um dia inteiro é uma tortura, mas, felizmente, isso quase ou nunca acontece. Se não ouço música, tenho com certeza alguma na cabeça e chego a cantarolar inúmeras vezes, apesar da minha voz soar um pouco a “cana rachada”. A música para mim é o “background” da minha vida. Tal como os filmes têm sempre uma qualquer música a acompanhar cada cena, eu associo músicas a alturas da minha vida. A música é o embalo das minhas emoções; emociono-me conforme a música que estiver a ouvir ou escolho, delicadamente, as músicas de acordo com a minha disposição.

    8. Escrita. Sufoco se não escrever. Chego a desesperar se estiver numa daquelas alturas em que preciso mesmo (!) de escrever e não consigo. A mão fica parada, a caneta escorrega pelos dedos, o papel continua em branco, os olhos vagueiam… não me há cenário interior mais agoniante. Como nunca converso com ninguém (excepto comigo própria) acerca dos meus sentimentos, tenho uma necessidade enorme de os despejar através das palavras escritas. Caso contrário, fica tudo entalado, sufocando a garganta e, às vezes, acabando em lágrimas.

    9. Racional. Não sou uma pessoa muito emocional, a minha tendência é mesmo para o racional e como tal sufoco tudo que seja emoção ou sentimento, racionalizando a maior parte das coisas da melhor maneira possível. Fico deveras embaraçada quando vejo alguém chorar ou a falar de sentimentos abertamente. Por isso, evito situações demasiado delicadas nesse aspecto porque nunca sei o que fazer ou dizer. Penso que todas as pessoas que convivem comigo têm noção disso e por isso, sabem que não me conhecem muito bem, pois nunca conto nada de mim, a não ser coisas banais do quotidiano.

    10. Teatro. Em pequena, quando exploramos desejos de ter diversas profissões, decidi, por último, que queria ser actriz. Entretanto, o tempo passa, uma pessoa aprende que há coisas que não podem passar de sonhos e que até são absurdas, esquece-se, até que escolhi Humanidades para o 10º ano e no 11º tive O.E.D. (Oficina da Expressão Dramática), o que fez com que o desejo voltasse. Adorei a experiência. Passaria tempos infinitos naquelas aulas e até me cheguei a inscrever num workshop de teatro leccionado pela companhia de teatro de Barcelos – Capoeira – que, por sua vez, também foi uma experiência muito proveitosa. Com este desejo crescente e fortificado, espero entrar na esmae, no Porto, daqui a dois anos e licenciar-me em Teatro.

    By Blogger SweetSerenity, at 5:20 PM  

  • lembrei me agora do filme 10 coisas que eu odeio em ti:) não cria nenhuma associação?

    By Blogger Dasha, at 7:40 PM  

  • Cria. E mal li isso lembrei-me da banda sonora que é muito fixe :) e também tem lá o poema da Katherine que é lindissimo. A emoção com que ela o diz e tal... enfim...

    Mas isto aqui tem andado um pouco parado não? Mais ninguém diz nada, nem mais 10 coisinhas nem mais nada :/ Enfim... estava a gostar, só isso.

    By Blogger SweetSerenity, at 1:10 AM  

Post a Comment

<< Home


 

referer referrer referers referrers http_referer